sábado, 9 de outubro de 2010

vem, mas nunca mudes.

Vem.
Vem de novo para mim, e faz com que em dias de chuva o sol triunfe,
Vem e faz-me sorrir como a muito não sorriu,
Vem e mostra-me que vale a pena.
Que vale a pena lutar, querer e AMAR , mostra-me que vale a pena viver.
Mostra-me que  me amas, que me queres e que me desejas.
Chega-te de novo perto de mim, encosta novamente o teu corpo ao meu.
Sente de novo a minha respiraçao ofegante e deixa-me , suplico-te, deixa-me sentir a tua.
Mostra a toda a gente que queremos estar juntos.
Ignora de uma vez toda e qualquer malícia nos olhares dos outros, deixa falar quem quer, mas nunca te esqueças de quem és.
Ignora tudo o que te disserem de mim, quem o disser é porque ou não me conhece,
ou quando conheceu me quiz mudar, e isso eu nao admito,
ao não o admitir, devo ter mandado essas pessoas embora, devo ter-lhes dito umas quantas verdades, e é daí que vêem os boatos sobre mim.
dessa gente que me inveja, que não me tolera, mas que delira noite e dia, e implora ser como eu.
Peço-te ignora essa gente.
Todos aqueles que te amam e que me amam, mesmo que nao sejam os mesmos.
nunca te vão pedir que me deixes.
nunca te dirao mal de mim. pois só vão querer ver-te feliz.
Peço.te para nunca me magoares, para nunca me usares, nunca mal-tratares.
Para me olhares sempre com duçura por esses olhos cor-de-mel, peço sempre que dessa tua boca apenas saiam palavras suaves e frases mais intimas dos antigos amantes, sem malícia, sem tons de zanga ou discução.
Quero que me sejas sempre, sempre sincero.
mas acima de tudo.
Eu quero-te, igual e ti mesmo.
sem um unico fio de cabelo a menos.
quero que sejas a mesma e unica pessoa,
esse ser maravilhoso,
esse ser ...

jura.

Sem comentários:

Enviar um comentário

About me