segunda-feira, 19 de julho de 2010

não sei bem o que aconteceu.
Quando cheguei o teu taxi estava mesmo a arrancar, eu ainda gritei por ti, mas, tu não ouvis-te.
Eu devia ter chegado mais cedo .
Devia ter-te dito que a tua partida era uma loucura, uma estupidez inconcequente .
Mas falhei, eu devia ter estado Lá, e ajudádo-te , eu devia ter percebido os teus motivos, devia te ter perdoado, em vez disso...
Critiquei-te, maltratei-te, humilhei-te, eu sei que não tenho o direito de escrever textos sobre ti, muito menos de referir o teu nome.
Por isso aqui não digo quem és.
Eu sei que escrever isto sabendo que nao o irás ler é uma estupidez mas eu preciso de escrever o que te queria dizer.
Eu fui estupida, parva, uma autentica menina mimada, meti o orgulho no mesmo encalce do perdão.
E nao te perdoei um erro , não um erro simples admitamos, mas um erro comum na maioria dos rapazes e tu mais que qualquer outro mostras-te estar arrependido.
Mas eu sou um ser HUMANO, e como tal não sou perfeita, tenho imensos defeitos, pouquissimas qualidades.
Em parte não tenho culpa, todos somos assim.
E não existe mais nada que eu possa fazer se não pedir desculpa.
Espero um dia voltar a ver-te.
Por agora não verei mais os teus olhos azuis claros, nem sentirei mais o teu doce perfume.
Pois tenho a certeza que não respiras o mesmo ar que eu, e as tuas noites? os teus sonhos, são embalados por outro oceano.

Quanto a mim?! resta-me a saudade, mas não a tristeza , pois já ultrapassei a faze da saudade triste e dolorosa.

Agora? é uma saudade doce... eterna.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Tiago José Cardoso Paulino ♥

26 de Junho de 2010, eram por volta das 22:00h ou 22:30h, quando apareces-te.

foi a primeira vez que te vi, conhecemos-nos atravez de uma amiga minha e de um amigo teu...

passamos a noite inteira a falar, realmente aprecebi-me do quao facil é falar contigo.

Falamos praticamente de tudo, nao ouve nada que fosse um assunto tabu para nós.
No final da noite já tinhamos falado sobre tudo, já sabia tudo de ti, já confiava em ti, parecia que já te conhecia á anos.
Já estavamos tão perto, tão mas tão perto, até que a meio de uma troca de palavras, já sentia a tua respiração, já te olhava olhos nos olhos, tão perto, e foi aí.
Beijamo-nos, oh meu deus, foi tão perfeito.
como a minha mae diz "foi a cereja no topo do bolo"
aquele beijo levou-me á lua, fiquei como que enfeitiçada.
Nos dias seguintes, trocamos mensagens, trocamos palavras doces, fizemos confiçoes um ao outro, estivemos juntos de novo no dia 29.
sim, foi tudo tao comico, ahahahahah.
No final do dia tinhamos passado de meros conhecidos, mera curte, já podia dizer que eras meu!
já podia dizer "ele? é o MEU NAMORADO!"
foi tudo repentino, tudo louco, mas...
foi tudo tao sincero meu deus
cada vez que te oiço dizer "eu amo-te" ahahahah, metes o meu coraçao a mil.


obrigado por me fazeres tao feliz.

Amo-te

About me